Pesquisa personalizada
12
Jan 11

 

Guimarães : Paços do Concelho CAPITALA

PROPOSTA DA ESCOLA SECUNDÁRIA
FRANCISCO DE HOLANDA

ESCOLA DE ARTES FRANCISCO DE HOLANDA

  

A Escola Secundária Francisco de Holanda propôs formalmente à comissão organizadora da CAPITAL EUROPEIA DA CULTURA GUIMARÃES – 2012 a integração no seu projecto de actividade e acção da edificação de um novo pólo pedagógico e profissional da ESFH, que se chamaria

 ESCOLA DE ARTES FRANCISCO DE HOLANDA.

Este novo pólo educacional da ESFH constituir-se-ia como um pólo de ensino técnico-profissional no campo das artes, com identidade própria, ainda que pedagógica e administrativamente integrada na ESFH.

Em concreto, aquilo que se propõe é o arranque, logo que possível, de um certo número de cursos especializados em artes, de nível secundário (e ou básico, de 3º ciclo), susceptíveis de configurar uma identidade formativa e educacional própria, ainda que no âmbito organizacional e articulando-se com o conjunto da oferta formativa mais tradicional da Escola Francisco de Holanda.

Na proposta apresentada refere-se queos cursos em causa, respondendo àquilo que se julga sejam as necessidades formativas, começariam, em primeiro lugar, por ofertas nos campos das Artes Visuais (Produção Artística e Design da Comunicação), Artes Audiovisuais (Comunicação Audiovisual e Desenho de Arquitectura) e Dança e Música. O Teatro é outra das possibilidades que está em estudo.

Como é próprio dos cursos artísticos especializados de nível secundário, a conclusão destes cursos deverá habilitar os alunos com competências para o exercício de uma profissão no domínio respectivo e ou para aceder a formações de nível superior, caso seja esse o seu desejo.

Uma das componentes essenciais à concretização do objectivo da criação de uma autêntica Escola de Artes terá que passar pela sua autonomização física relativamente ao edifício sede da Escola Francisco de Holanda, ainda que, e na medida do possível, num contexto de máxima proximidade.

Pensa-se mesmo, que a autonomização física de uma Escola de Artes é essencial para que o objectivo pedagógico de criação de uma identidade formativa seja completamente alcançado logo desde o primeiro dia, ainda antes da sua concretização. Preferencialmente, dever-se-á construir um novo edifício com as condições técnicas e pedagógicas maximamente actualizadas em função dos objectivos em questão. Ainda assim, reunidas condições técnicas e de espaço, também seria possível a sua instalação num edifício já existente, desde que na área do centro histórico ou daquilo que é a sua zona tampão, o mais próximo possível da Escola sede.  

Ainda que tendo plenamente em conta a necessidade de subsequentes pormenorizações técnicas e conceptuais do projecto que agora se visa desencadear, previstas as decisões políticas e materiais adequadas até ao final do ano de 2007, é de prever que a Escola das Artes possa arrancar no ano lectivo 2009/2010.

 

Alunas da Martins Sarmento promovem exposição

 

'Guimarães e a CEC são mote para fotos de ontem e de hoje'

 

 

Um grupo de alunas da Escola Secundária Martins Sarmento, que integram a turma do 12º ano - SH1, vai , na próxima quarta-feira, dia 12, abrir as portas da sala de reuniões daquele estabelecimento de ensino, à exibição de uma exposição de fotografia que terá como tema “Guimarães no passado, no presente e no futuro”.
A referida exposição, que tem entrada gratuita e estará patente das 9 horas às 18 horas, integra-se no contexto do trabalho que tem vindo a ser realizado por estas alunas, no âmbito da disciplina de Área de Projecto, cujo tema é “Guimarães - Capital Europeia da Cultura em 2012” (CEC).
Segundo as alunas que a organizaram, esta mostra aliará à retrospectiva fotográfica do que foi e é a cidade que será CEC em 2012, a descrição de “algumas curiosidades sobre Guimarães”.
Para além desta iniciativa, o projecto desenvolvido no âmbito do tema da CEC 2012, conta ainda com a constituição de um blogue que já está em funcionamento na Internet, sendo o seu endereço:
http://guimaraescec2012.blogspot.com.
Para que a concretização deste projecto fosse possível, as alunas da ESMS contaram com o apoio dos patrocinadores “Casa Luís”, “Inoxfafe”; “Remax”;
“Orpheu”; “Museu do Presunto”; “Farmácia Paula Martins”; “Pastelaria Clarinha”; “Casa Faria”; “Traje”; “Cervejaria Martins”; “Gil Doce”;
“Café Vitória; “Malinda”, “Perfil”; “Café – snack-Bar Carioca” e, ainda, com a colaboração da “Foto Machado” e do “Notícias de Guimarães”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Livraria Orpheu às 01:07

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Hidro Miçanga
subscrever feeds
arquivos
2020

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO